DOWNLOAD
Register to download the following documents.
GET MORE DOCUMENTS AND DOWNLOADS: Register to our clients area!

Estudo de Caso da Daimler

Para impulsionar a eficiência para a entrada de seu armazém, a gigante automobilística alemã selecionou a especialista em intralogística TGW.

Estudo de Caso da Daimler
  • > 8000 ITENS DE PEDIDO POR TURNO

    Os requisitos eram um baixo nível de ruído, mais de 8000 itens de pedido por turno e, consequentemente, maior eficiência no armazenamento e fornecimento de peças pequenas.

A TRADIÇÃO ENCONTRA A INOVAÇÃO

Brandenburg, na Alemanha, é uma área industrial com uma longa tradição industrial para a Daimler. Os trabalhos de motor aeronáutico da Daimler-Benz em Genshagen foram iniciados em 1936. Os trabalhos de motores foram destruídos na Segunda Guerra Mundial e foram desmontados quando a paz chegou. Desde 1965, são produzidos veículos comerciais aqui.

Julho de 1996 marcou o início das séries para o Vario e em 2006 o modelo sucessor para o Mercedes-Benz Sprinter, produzido em Ludwigsfelde e Dusseldorf, foi apresentado. Para impulsionar a eficiência para a entrada de seu armazém como uma etapa fundamental em um programa de desenvolvimento e expansão maior, a gigante automotiva alemã selecionou a especialista em intralogística TGW.

REQUESITOS E PRÉ-REQUISITOS

  • Investimento de 300 mi de € para a localização e a nova linha de produção
  • Solicitação para um baixo nível de ruído com > 8000 itens pedidos por turno
  • Eficiência mais alta no armazenamento e fornecimento de peças pequenas
  • Conclusão de aproximadamente 17 veículos por dia
  • Armazém de peças sobressalentes automatizado para o Vario e Mercedes-Benz-Sprinter


SOLUÇÃO

A zona de entrega está localizada fora da área dos salões de produção. Os paletes carregados com o material são transportados adiante a partir daqui por empilhadores e, então, colocados manualmente no sistema de transporte. Aqui um sistema automático equipado com sensores verifica as alturas dos contenedores e, em seguida, eles são pesados nas balanças integradas. Esses processos garantem que não surgirão problemas no processo de armazenamento automático e que os limites de peso da seção do rack não sejam excedidos. Os contenedores são recuperados em uma rota de recuperação, por precaução para serem reembalados e recolocados novamente posteriormente. Quando os contenedores tiverem passado por todos os controles, eles são colocados no ciclo pelo sistema de transporte, distribuídos nas prateleiras dos corredores e preparadas para armazenamento na zona de abordagem do armazém.

O novo armazém de peças pequenas atualmente está localizado no centro das diversas construções de linha de produção da Sprinter. Esse pensamento logístico claro garante que as menores rotas possíveis até os pontos de montagem sejam usados para o fornecimento de material. Assim que surge a necessidade de uma peça pequena em qualquer um dos distintos pontos de montagem, há uma resposta imediata automática com os fornecimentos do armazém de peças pequenas. Aqui as peças pequenas são armazenadas em dois tipos de contenedores diferentes (300 mm x 400 mm ou 600 mm x 400 mm). Os contenedores estão prontos embalados e entregues pelos fornecedores.

O contenedor frontal é retirado primeiro no processo de recuperação, de modo a alcançar o contenedor traseiro. Após isso, o primeiro contenedor é transportado de volta para o armazém. Os contenedores são colocados no ciclo pelo Mustang L na zona de abordagem em que o material carregado é distribuído para três linhas de recuperação dependendo da área de montagem. Aqui os contenedores e os papéis de entrega internos são deixados prontos para serem trazidos e são retirados por empilhadeiras ou outros veículos de fornecimento e levados até a área de montagem. O próximo pedido do requerimento é primeiramente emitido daqui tão logo o estoque existente do componente seja consumido.

ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO EFICIENTES

O dispositivo de tratamento de carga de profundidade dupla de telescópio combi instalado no Mustang L garante o armazenamento e a recuperação extremamente eficientes dos contenedores de reserva e uma rápida transferência para o sistema de transporte. O telescópio combi é usado nos racks de fluxo e de pé direito alto para os sistemas de separação, classificação e buffering em que são armazenados e recuperados os transportes de carga (LCs) de até 50 kg em profundidade dupla nos bolsos do rack. É possível usar sistemas conduzidos nas áreas da zona de abordagem através da combinação de um telescópio duplo com uma esteira de transporte. A centralização através das abas garante o posicionamento preciso do transporte da carga e evita que ocorram somas de erros de tolerância.

Os contenedores transportados são contenedores KLT padrão com bases em favos que o setor automotivo prefere. A TGW também forneceu uma prova incrível de sua ampla gama de capacidades ao enfrentar com sucesso o maior desafio de manter as emissões de ruídos com o passo de rolo de 75 mm dentro dos baixos níveis especificados. Um nível incrivelmente baixo de ruídos de 71,3 db foi atingido. Para atingir esses valores, a TGW usou o transportador de roletes multi. Sua estrutura de alumínio leve é otimizada para o transporte de contenedores e caixas. Ao incrementar com módulos de acúmulo, sua funcionalidade pode ser ajustada de maneira excelente para quaisquer especificações, dependendo do empreendimento e do material a ser transportado. Esses fatores fazem com que o transportador de rolete multi seja a solução ideal para solicitações altamente dinâmicas e proteção do material a ser transportado.

TECNOLOGIA DA TGW USADA

Dois transelevadores do tipo Mustang L cuidam de processos eficientes no armazém automatizado de pequenas peças. Sua estrutura extremante leve faz com que o Mustang L seja o dispositivo perfeito para utilizações em instalações de armazéns de pé direito alto, como o da Daimler com seu armazém de 8,6 (26,3 pés) de altura. Um total de 600 bolsos de rack são atendidos nos corredores do armazém, e estes tem extensão total de 49 m e 5,5 m de largura. O Mustang L chega a altas velocidades de 5 m/s (16,4 pés/s) com sua aceleração máxima de 3 m/s² (9,8 pés/s²). Ele transporta mercadorias com uma carga de trabalho de até 100 kg (220 libras) nesse ritmo.

Para obter mais informações sobre a empresa, visite o website da Daimler em http://www.daimler.com/.

A TRADIÇÃO ENCONTRA A INOVAÇÃO

Brandenburg, na Alemanha, é uma área industrial com uma longa tradição industrial para a Daimler. Os trabalhos de motor aeronáutico da Daimler-Benz em Genshagen foram iniciados em 1936. Os trabalhos de motores foram destruídos na Segunda Guerra Mundial e foram desmontados quando a paz chegou. Desde 1965, são produzidos veículos comerciais aqui.

Julho de 1996 marcou o início das séries para o Vario e em 2006 o modelo sucessor para o Mercedes-Benz Sprinter, produzido em Ludwigsfelde e Dusseldorf, foi apresentado. Para impulsionar a eficiência para a entrada de seu armazém como uma etapa fundamental em um programa de desenvolvimento e expansão maior, a gigante automotiva alemã selecionou a especialista em intralogística TGW.

REQUESITOS E PRÉ-REQUISITOS

  • Investimento de 300 mi de € para a localização e a nova linha de produção
  • Solicitação para um baixo nível de ruído com > 8000 itens pedidos por turno
  • Eficiência mais alta no armazenamento e fornecimento de peças pequenas
  • Conclusão de aproximadamente 17 veículos por dia
  • Armazém de peças sobressalentes automatizado para o Vario e Mercedes-Benz-Sprinter


SOLUÇÃO

A zona de entrega está localizada fora da área dos salões de produção. Os paletes carregados com o material são transportados adiante a partir daqui por empilhadores e, então, colocados manualmente no sistema de transporte. Aqui um sistema automático equipado com sensores verifica as alturas dos contenedores e, em seguida, eles são pesados nas balanças integradas. Esses processos garantem que não surgirão problemas no processo de armazenamento automático e que os limites de peso da seção do rack não sejam excedidos. Os contenedores são recuperados em uma rota de recuperação, por precaução para serem reembalados e recolocados novamente posteriormente. Quando os contenedores tiverem passado por todos os controles, eles são colocados no ciclo pelo sistema de transporte, distribuídos nas prateleiras dos corredores e preparadas para armazenamento na zona de abordagem do armazém.

O novo armazém de peças pequenas atualmente está localizado no centro das diversas construções de linha de produção da Sprinter. Esse pensamento logístico claro garante que as menores rotas possíveis até os pontos de montagem sejam usados para o fornecimento de material. Assim que surge a necessidade de uma peça pequena em qualquer um dos distintos pontos de montagem, há uma resposta imediata automática com os fornecimentos do armazém de peças pequenas. Aqui as peças pequenas são armazenadas em dois tipos de contenedores diferentes (300 mm x 400 mm ou 600 mm x 400 mm). Os contenedores estão prontos embalados e entregues pelos fornecedores.

O contenedor frontal é retirado primeiro no processo de recuperação, de modo a alcançar o contenedor traseiro. Após isso, o primeiro contenedor é transportado de volta para o armazém. Os contenedores são colocados no ciclo pelo Mustang L na zona de abordagem em que o material carregado é distribuído para três linhas de recuperação dependendo da área de montagem. Aqui os contenedores e os papéis de entrega internos são deixados prontos para serem trazidos e são retirados por empilhadeiras ou outros veículos de fornecimento e levados até a área de montagem. O próximo pedido do requerimento é primeiramente emitido daqui tão logo o estoque existente do componente seja consumido.

ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO EFICIENTES

O dispositivo de tratamento de carga de profundidade dupla de telescópio combi instalado no Mustang L garante o armazenamento e a recuperação extremamente eficientes dos contenedores de reserva e uma rápida transferência para o sistema de transporte. O telescópio combi é usado nos racks de fluxo e de pé direito alto para os sistemas de separação, classificação e buffering em que são armazenados e recuperados os transportes de carga (LCs) de até 50 kg em profundidade dupla nos bolsos do rack. É possível usar sistemas conduzidos nas áreas da zona de abordagem através da combinação de um telescópio duplo com uma esteira de transporte. A centralização através das abas garante o posicionamento preciso do transporte da carga e evita que ocorram somas de erros de tolerância.

Os contenedores transportados são contenedores KLT padrão com bases em favos que o setor automotivo prefere. A TGW também forneceu uma prova incrível de sua ampla gama de capacidades ao enfrentar com sucesso o maior desafio de manter as emissões de ruídos com o passo de rolo de 75 mm dentro dos baixos níveis especificados. Um nível incrivelmente baixo de ruídos de 71,3 db foi atingido. Para atingir esses valores, a TGW usou o transportador de roletes multi. Sua estrutura de alumínio leve é otimizada para o transporte de contenedores e caixas. Ao incrementar com módulos de acúmulo, sua funcionalidade pode ser ajustada de maneira excelente para quaisquer especificações, dependendo do empreendimento e do material a ser transportado. Esses fatores fazem com que o transportador de rolete multi seja a solução ideal para solicitações altamente dinâmicas e proteção do material a ser transportado.

TECNOLOGIA DA TGW USADA

Dois transelevadores do tipo Mustang L cuidam de processos eficientes no armazém automatizado de pequenas peças. Sua estrutura extremante leve faz com que o Mustang L seja o dispositivo perfeito para utilizações em instalações de armazéns de pé direito alto, como o da Daimler com seu armazém de 8,6 (26,3 pés) de altura. Um total de 600 bolsos de rack são atendidos nos corredores do armazém, e estes tem extensão total de 49 m e 5,5 m de largura. O Mustang L chega a altas velocidades de 5 m/s (16,4 pés/s) com sua aceleração máxima de 3 m/s² (9,8 pés/s²). Ele transporta mercadorias com uma carga de trabalho de até 100 kg (220 libras) nesse ritmo.

Para obter mais informações sobre a empresa, visite o website da Daimler em http://www.daimler.com/.

Nossas referências TGW Logistics Group

TGW

NOTÍCIAS

08/09/2015
TGW expands headquarters in Wels
Until 2018, a new office building as well as a production hall shall be built.">08/09/2015
TGW expands headquarters in Wels
Until 2018, a new...